Como combater as insónias no outono

Out 29, 2021 | INFORMAMOS-TE | 0 comments

Associamos o outono a uma imagem muito característica: as folhas douradas a cair das árvores, enchendo as ruas com uma pintura dourada, que combina com a luz natural mais subtil, e um pouco mais avermelhada. Também o associamos à mudança de roupa nos armários, à chegada dos casacos e, dependendo da zona do país, ao aparecimento das colchas, e um ou outro edredão. E, em algumas regiões, ao início de chuvas mais abundantes. Em definitivo, a estação que marca a entrada do frio. Mas há outro ponto muito comum que devemos ter em conta, e que pode afetar a nossa saúde: o aumento das insónias no outono.

Por que crescem os casos de insónia entre as pessoas no outono?  

Já na introdução anterior ficamos a conhecer algumas razões que se escondem detrás de uma pior higiene do sono. O outono é sinónimo de alterações climáticas, e incluso da hora. A junção destes fatores, e outros que vamos abordar, são claros motivos para a insónia outonal:

É uma estação mais propensa ao stress e à ansiedade:

Depois de aproveitar as férias e dizer “adeus” a agosto e a algumas semanas de setembro, dizemos “olá” ao regresso à escola, ao retorno ao trabalho, reuniões e projetos. Em definitivo, o regresso às rotinas do ano.

Os seus aspetos mais físicos afetam o estado de ânimo:

Paralelamente ao ponto anterior, o outono evoca melancolia e um pouco de tristeza, através das já mencionadas caídas das folhas, e diminuição da luz ambiental.

Desequilíbrios biológicos:

Seguindo no mesmo caminho, a já mencionada luz, a diminuição do número de horas com sol, as temperaturas mais baixas, criam um misto de sensações, que não caem bem ao corpo humano.

A mudança da hora:

A junção de tudo o que foi mencionado acima é potenciado, quando mudamos a hora do relógio, o que afeta o decorrer normal do dia a dia, ao qual já nos havíamos acostumado durante meses.

Aparece a astenia outonal:

Trata-se de um estado de natureza transitória, já que apenas costuma suceder durante a estação do outono.

Como combater as insónias no outono

Conselhos para mitigar a insónia outonal

Todos os fatores anteriormente relatados criam um contexto negativo, que não ajuda nada a adormecer, nem ao descanso. O outono influi tanto nisto, que incluso dá nome a um tipo de insónia. É, como já dissemos, provocado sobretudo por fatores como a descida das temperaturas, a falta de horas de luz natural, e o regresso às obrigações.

Também já mencionamos outro elemento que aumenta as possibilidades de sofrer de insónia outonal: a mudança da hora. No que à União Europeia e aos seus países aderentes diz respeito, sobre decidir eliminar ou não a mudança da hora que fazemos no outono, pode essa decisão melhorar a nossa qualidade de sono, sem nos importarmos com os relógios, a luz, ou a temperatura.

– Retire o positivo do outono: aproveite a sua beleza, e passeie por parques e pela natureza.

– Deite-se e levante-se à mesma hora.

– Não se deixe levar pela melancolia: mantenha a mesma vida social que durante o verão.

– Pratique desporto: por que não aproveitar que faz menos calor, e praticar exercício físico, pelo menos um par de dias à semana?

– Um mantra que sempre devemos cumprir: manter uma dieta saudável e equilibrada.

– Equipe-se com o melhor equipamento de descanso possível: visite o nosso simulador de colchões, e deixe-se levar por esta experiência, que lhe indicará

– Esqueça os dispositivos eletrónicos quando chegue a noite, para que a sua luz artificial não afete os seus ritmos circadianos.

– Auxilie-se de remédios naturais e caseiros, como as plantas medicinais: valeriana, passiflora…

– Durma no quarto menos ruidoso e mais tranquilo da casa.