Tudo o que deve saber antes de comprar um colchão de molas

Jul 17, 2021 | INFORMAMOS-TE | 0 comments

Molas, viscoelástica, látex e espuma. Os quatro modelos sobre os quais edificamos o descanso do século XXI. Uma mescla de opções revolucionárias e muito avançadas tecnologicamente, algo que só beneficia o dormente. Escolha o que escolher, sairá a ganhar. E também o fará se opta por comprar um colchão de molas.

Até há um par de décadas, nos lares espanhóis, deitavam-se nas camas maioritariamente colchões de molas. Um selo do dia a dia que não tem nada a ver com os dias de hoje, já que estes modelos evoluíram de forma drástica. O que antes eram ruídos, agora é um silêncio repousante. A sua composição atual converteu-os em colchões muito duradouros, com alta capacidade de transpiração, e que oferecem um grande acompanhamento aos movimentos naturais do corpo.

Preste muita atenção, isto é tudo o que deve saber, antes de comprar um colchão de molas.

As principais virtudes dos colchões de molas

Os colchões de molas são um clássico dos lares espanhóis. Mas estes modelos atuais, compostos por molas ensacadas, que são apresentados de maneira individual para benefício do dormente, pouco têm a ver com os colchões antigos que presidiam as nossas casas. Hoje em dia, são firmes, ligeiros e respiráveis.

Atendendo ao catálogo da Maxcolchon, destacam um bom punhado de modelos compostos por um núcleo de molas que, como dizíamos, estão separadas individualmente. Metidos em pequenas bolsas, esta disposição das molas converte o colchão numa das melhores opções para o nosso descanso. E fá-lo, sobretudo, pela maior independência de leitos que encontrará no mercado.

Grande nível de transpirabilidade

Possivelmente, o principal requisito que vai procurar uma pessoa que tende a suar, e que costuma passar calor pelas noites. Com a aquisição de um colchão de molas, a frescura está garantida, graças ao seu mecanismo de molas no interior, que permitem a circulação de ar entre elas. Além disso, este tipo de modelos não oferece tanto essa receção no colchão tão intensa.

São modelos muito evoluídos tecnologicamente

Como já comentamos, os colchões de molas tradicionais eram sinónimo de grande efeito de ressalto. Ou, por outras palavras, notávamos cada movimento que fazíamos durante a noite. E o que é pior, a nossa cara-metade também o sofria. Mas hoje em dia, as molas que se utilizam são ensacadas, o que permite uma grande independência de leitos, o que elimina esse efeito ressalto.

Relação qualidade-preço

Ainda que dependa da qualidade com a qual estejam fabricados, os colchões de molas costumam ser mais económicos do que os seus irmãos (viscoelástica, látex ou espuma). Uma vantagem que, além do mais, não choca com outro ponto fundamental: a durabilidade destes modelos é também de 10 anos.

Que tipo de descanso nos pode oferecer um colchão de molas, se o combinamos com os outros materiais?

Após rever e enumerar as principais virtudes dos colchões com molas, é importante analisar como encaixam estes modelos, se os combinamos com os outros materiais principais: viscoelástica, látex e espuma. Assim são os benefícios e o tipo de descanso que podem oferecer estes colchões híbridos, que combinam as molas com a viscoelástica, o látex, e a espuma.

Colchões de molas e viscoelástica. Um cocktail perfeito. ¿Por que destacam os colchões de molas? Pelo seu núcleo, que reforça e concede grande capacidade de ventilação ao colchão, convertendo-o assim num modelo com grande nível de transpirabilidade. ¿E a viscoelástica? Conforto e adaptabilidade. Portanto, o que sucede quando combinamos estes elementos, é que unimos o melhor dos dois tipos de materiais.

Colchões de molas e látex. Os colchões de látex caracterizam-se por ser mais suaves e transpiráveis, algo que também se consegue quando aposta por um modelo de molas. Portanto, a combinação de ambos os materiais vai-nos oferecer um colchão onde as suas principais virtudes se multiplicam por dois.

Colchões de molas e espuma: Como se fosse um protótipo desenhado no futuro, para fazer as delícias do presente. Algo assim é conseguido quando se adquire um colchão que combina as molas e a espuma. Ou, dito de outra forma, alta durabilidade, ventilação interna, alta resiliência, adaptação do nosso corpo, suave receção, e descanso reparador.