Truques para recordar os sonhos

Mar 23, 2021 | INFORMAMOS-TE

É uma das sensações que mais nos incomoda. E acontece quando estamos acordados por apenas alguns segundos. Depois de uma noite de sono tranquila envolta num sonho maravilhoso, esquecemos o que estávamos a sonhar. Raiva, impotência e até desespero. Tranquilo. Existem vários truques para se lembrar dos sonhos…

5 conselhos que nos ajudam a recordar os sonhos

  1. Mantenha uma regularidade nos seus horários. Se é consistente com os seus horários de sono e vai para a cama e levanta-se sempre à mesma hora e regularmente, isso vai ajudar na memória dos seus sonhos. Além disso, acordar sem a necessidade de despertador também será benéfico.
  2. Tente meditar quando se deita durante uns 20 minutos. Realizar estes exercícios de respiração com a luz apagada pode ajudá-lo a alcançar o chamado sono hipnagógico.
  3. Não consuma álcool. Além das razões mais relacionadas com a saúde e o próprio descanso, as bebidas alcoólicas suprimem o sono MOR (Movimento Ocular Rápido). Quer dizer, a fase REM do sono.
  4. Não se levante muito depressa quando acorda. Quando abrir os olhos e ganhe consciência de que já está acordado, o ideal é permanecer na cama durante uns instantes. Neste momento á quando deveria fazer um esforço para se lembrar do que estava a sonhar. Por isso, se se levanta de imediato para iniciar o dia, todos os conselhos anteriores não vão valer para nada.
  5. Inicie um diário dos sonhos. Cada vez que se desperte de manhã e tenha realizado todos os truques anteriores (principalmente o de se manter na cama a pensar durante uns minutos), pegue num caderno ou bloco e numa caneta para começar a escrever tudo o que se lembre dos seus sonhos. Pouco a pouco e só com prática, irá recordá-los quase na totalidade.

Exemplo prático de um diário do sonho

Para o ajudar a iniciar o seu próprio diário do sono, o seguinte padrão vai dar-lhe uma série de pontos que ajudam a sua memória e a manutenção do próprio diário.

Dataa. Indicar a data do sonho.

Título. Como se fosse o escritor de uma história, coloque um título que tenha relação com o que sonhou. Por exemplo, ‘A ilha deserta’.

Descrição do sonho. Tal e como o próprio título indica, aqui é onde deve descrever e relatar tudo o que recorda do sonho. Seguindo o título que inventamos, seria algo assim: De repente vi-me numa espécie de praia na qual não via ninguém à minha volta. Depois de caminhar durante um bom bocado, deduzi que estava numa ilha deserta. De repente, deparei-me com uma gruta na qual entrei. Havia um pequeno riacho com água potável e fresca…

Sentimentos que o sonho lhe provocam. Aqui terá que jogar a ser o seu próprio psicólogo. Não terá apenas que se recordar do que lhe fez sentir, como também perceber o que poderá significar. Neste caso prático da ilha deserta, poderia significar sentimento de solidão, medo ao desconhecido ou até, vontade de aventura.

Defina como agia durante o sonho. Está com medo? Aventureiro? Sentia que era um sonho e tinha vontade de acordar? Todo este tipo de sentimento e adjectivos são os que terá que identificar nesta parte.