Terapia Miofuncional: Exercícios bucais para deixar de roncar

Nov 20, 2021 | ACONSELHAMOS-TE, SAÚDE | 0 comments

Seguramente que conhece alguém a quem lhe passa assiduamente: deita-se a dormir, e aparecem os roncos, esse som forte que se produz quando a pessoa respira, e o ar passa pela garganta, fazendo com que os tecidos vibrem neste percurso.  Quando estas estruturas da garganta chocam entre si, produz-se uma vibração na respiração, que causa este ruído do ronquido.

Quase todas as pessoas já roncaram em algum momento das suas vidas. No entanto, para certo grupo de pessoas, isto pode resultar num problema crónico, e incluso derivar para uma enfermidade grave, como pode ser a apneia do sono.

O mais recomendável, no caso das pessoas que sofrem de ronquidos diariamente, é visitar um médico, em busca de ajuda. Porém, é certo que existem certas recomendações gerais, que podem servir de ajuda para diminuir os ronquidos.

Como desfazer-se dos ronquidos?

Existem certas recomendações gerais, que podem servir de ajuda para tratar os ronquidos, segundo indica a Clínica Mayo, por exemplo:

  • Evitar o consumo de álcool, especialmente pela noite
  • Evitar a falta de sono
  • Diminuir de peso
  • Evitar dormir de barriga para cima
  • Tratar a congestão nasal

No caso dos que sofrem presentemente com apneia do sono, é possível que o médico indique outros tratamentos para paliar os ronquidos. Alguns deles poderiam ser:

  • Artefactos bucais. São peças bucais que ajudam a adiantar a posição da língua, da mandíbula, e do palato branco, para manter abertas as vias aéreas. Ao optar por um destes artefactos, é necessário consultar também com um especialista dentário, para otimizar a sua posição.
  • Pressão positiva contínua da via aérea (CPAP). Este método implica utilizar uma máscara sobre o nariz ou a boca para dormir. A máscara envia ar através de uma bomba na direção das vias aéreas, com o objetivo de mantê-las abertas durante o sono.
  • Em certos casos, o médico pode recomendar certos procedimentos, como a uvulopalatofaringoplastia (UPDP), ou outro procedimento, como o avanço maxilomandibular (MMA).
Terapia Miofuncional: Exercícios bucais para deixar de roncar

 A terapia Miofuncional

Outro tratamento eficaz nos casos dos ronquidos, e da apneia obstrutiva do sono, é a terapia Miofuncional. Pode ser recomendável em todas as idades, desde crianças, até pessoas mais idosas.

Trata-se de um tipo de terapia que consiste num conjunto de procedimentos e técnicas, que incluem o uso de exercícios isométricos e isotónicos nos músculos que participam na respiração. O objetivo destes exercícios é modificar os padrões anatómicos e funcionais, que levam aos ronquidos.

Assim, esta terapia está focada principalmente em melhorar as funções da fala, respiração e mastigação, em pacientes com transtornos respiratórios do sono. Ainda que a metodologia da terapia seja específica para cada caso, poderia resultar recomendável levar a cabo estes exercícios uma ou duas vezes por semana em cada paciente, durante o tempo que seja necessário, segundo indique o especialista.

Normalmente, neste tipo de terapia, indica-se que os exercícios se devem realizar em frente a um espelho. Segundo o grupo muscular que se trabalhe, estes exercícios bucais para deixar de roncar, podem ser classificados em:

Exercícios dos músculos linguais

Dentro deste grupo muscular, são vários os exercícios que se podem levar a cabo:

Varredura lingual

Este exercício consiste em posicionar a ponta da língua na papila incisiva, e levar a cabo um deslizamento ântero-posterior contra o palato duro, na direção do palato macio. Este exercício deve fazer-se com os lábios fechados, e sem que se toquem os dentes. Recomenda-se fazê-lo umas 20 vezes, 3 vezes ao dia.

Anexação língua-palato

Inicialmente leva-se a cabo mediante estalidos linguais com contração isotónica, anexando depois a língua contra o palato duro, mantendo a junção durante 5 segundos, e soltando em seguida. Realiza-se 20 vezes, durante 3 vezes ao dia.

Pressão lingual contra o palato duro

Neste exercício, trata-se de empurrar o terço anterior da língua contra o palato duro. Enquanto isso, mantém-se o selamento labial sem contacto com os dentes durante 5 segundos, e soltando em seguida. Também se recomenda levá-lo a cabo 20 vezes, durante 3 vezes ao dia.

Descida lingual dorsal

Pode ser utilizado “debaixo da língua”, para ajudar à descida do dorso lingual, com pequenos toques. Após a contração voluntária, iniciar o descanso com contração isotónica, e manter abaixo com contração isométrica, durante 5 segundos. Relaxar depois. Leva-se a cabo 20 vezes, durante três vezes ao dia.

Exercícios no orbicular dos lábios

Dedo na bochecha

Este exercício consiste em colocar o dedo na mucosa interna da bochecha, e fazer pressão com este, empurrando na direção dos dentes, realizando contrações isotónicas duas vezes de cada lado. Posteriormente, realizam-se contrações isométricas durante 10 segundos. Este exercício realiza-se 10 vezes de cada lado, durante três vezes ao dia.

Vocalização

Por último, entre os exercícios bucais para deixar de roncar, encontramos a vocalização. Este exercício consiste em emitir a vogal “A” de forma intermitente, 10 vezes ao dia, durante duas semanas, até lograr a contração voluntária. Em seguida, retira-se a vocalização, e solicita-se a contração voluntária de modo intermitente, durante semanas. Após obter coordenação do movimento, solicita-se a contração da musculatura, mantida por 5 segundos, soltando em seguida. Este exercício leva-se a cabo 20 vezes, durante 3 vezes ao dia.

Como vê, são muitos os exercícios bucais que se podem levar a cabo para deixar de roncar. Em qualquer caso, se quer fazer este tipo de terapia para os ronquidos, recomendamos-lhe que consulte com um especialista acerca do melhor tratamento para o seu caso. Deixar de roncar é possível!