Por que sinto ansiedade quando acordo

Abr 15, 2022 | SAÚDE | 0 comments

Experimentou recentemente uma sensação de ansiedade quando se desperta, incluso antes de se poder levantar da cama? Deve saber que é algo bem mais comum do que aquilo que pode pensar.

É que, ainda que certo nível de ansiedade se considere parte normal da vida, a preocupação excessiva devido a certas situações diárias, ou que as outras pessoas não percebem como algo ameaçador, poderiam indicar que padecemos de um transtorno de ansiedade. Isto é algo que deve ser avaliado por um profissional, mas, de seguida, tentaremos responder à sua pergunta: por que tenho ansiedade quando acordo?

A ansiedade pela manhã e o transtorno de ansiedade generalizada

Ainda que pareça que não existe um termo médico que faça referência à ansiedade que sofremos pelas manhãs, parece que esta se refere a despertar-se com sentimentos de preocupação e stress. Se sente uma ansiedade excessiva, além de preocupação e stress pelas manhãs, é possível que esteja a sofrer de um transtorno denominado transtorno de ansiedade generalizada

Este transtorno de ansiedade generalizada é caracterizado por uma preocupação excessiva e descontrolada que impregna a vida diária e se dá com frequência durante, pelo menos, seis meses. As preocupações podem ser de muitos tipos: o trabalho, a família, a saúde, o dinheiro…

Os sintomas da ansiedade matutina

Normalmente, os sintomas da ansiedade costumam responder aos mesmos que fazem parte da ansiedade generalizada. É possível que esteja a sofrer alguns sintomas, como:

  • Aperto no peito
  • Irritabilidade
  • Inquietação ou nervosismo
  • Dificuldade para se concentrar
  • Dificuldade para controlar as preocupações ou o nervosismo
  • Fadiga
  • Frequência cardíaca mais alta do que o normal, ou dificuldade para respirar
  • Músculos tensos

    Por que sinto ansiedade quando acordo?

    A ansiedade matutina pode ser causada por muitos fatores, que também podem contribuir para um transtorno de ansiedade. Dado que a ansiedade matutina é uma reação ao excesso de stress e preocupações, existem várias causas potenciais que podem contribuir para os seus sintomas.

    A “hormona do stress”, o cortisol, é libertada pelas glândulas suprarrenais, em resposta ao medo ou ao stress. Investigações como a publicada em 2012 na revista PLoS One estudaram a resposta do cortisol ao despertar (CAR), e descobriram que os níveis de cortisol são mais altos nas primeiras horas em que estão acordadas aquelas pessoas que sofrem um maior nível de stress nas suas vidas.

    Além do mais, parece que o que se come e se bebe na primeira hora da manhã também pode contribuir para níveis mais altos de ansiedade nas primeiras horas do dia. A cafeína e o açúcar podem aumentar os sintomas de ansiedade. No entanto, o nível baixo de açúcar no sangue, devido à falta de alimentos, pode piorar os sintomas de ansiedade.

    Em qualquer caso, como nos deitamos pela noite também tem muito a ver com a forma como nos vamos levantar pela manhã. Assim, se nos deitamos pela noite com pensamentos ansiosos, é provável que nos sintamos também ansiosos e preocupados pela manhã.

    O que faço para deixar de ter esta ansiedade?

    O primeiro, e mais importante, será consultar-se com um profissional, sobretudo se já leva uns meses sentindo-se assim. Viver com um transtorno de ansiedade pode parecer um ciclo interminável de preocupações, mas é possível colocar-lhe um fim. 

    Com o tratamento adequado, que dependerá de cada pessoa em concreto, pode aprender novas formas de enfrentar os sintomas desta ansiedade. Algumas das formas mais comuns de tratar a ansiedade pelas manhãs incluem:

    Psicoterapia

    A psicoterapia pode ser uma grande ajuda para compreender como a ansiedade afeta a sua vida. O seu terapeuta pode trabalhar consigo no desenvolvimento de estratégias que diminuam a gravidade dos sintomas. A terapia cognitiva comportamental (TCC) analisa o importante papel do pensamento em como nos sentimos e no que fazemos. Este tipo de terapia pode ensinar-lhe novas formas de pensar, atuar e reagir perante situações que lhe causem ansiedade.

    Medicação

    Os medicamentos, como os antidepressivos e os ansiolíticos, podem ajudar a aliviar os sintomas associados com a ansiedade. No entanto, é importante que os tome, apenas se um profissional de saúde mental assim o disser.

    Mudanças no estilo de vida

    Algumas mudanças no seu estilo de vida podem ser uma ajuda para controlar a sua ansiedade matutina, como por exemplo:

    • Dormir o suficiente
    • Manter uma dieta saudável, que limite os alimentos processados
    • Limitar o álcool e a cafeína (já que ambos podem desencadear ataques de ansiedade)
    • Reduzir o stress na medida do possível, no trabalho e em casa

    Em qualquer caso, como lhe dizíamos, o melhor é que se consulte com um profissional, pois este poderá oferecer-lhe um tratamento individualizado e centrado nas suas necessidades. Essa ansiedade matutina vai seguramente desaparecer!