Por que me suam as mãos ao dormir?

Nov 4, 2021 | INFORMAMOS-TE | 0 comments

“Desculpa, é que me suam as mãos”. Quantas vezes já teve que se desculpar, após conhecer alguém e apertar-lhe a mão, como tipicamente se faz para cumprimentar alguém? Estigmatizado por questões mais sociais do que de saúde, a sudação das mãos é uma condição que causa problemas psicológicos às pessoas que sofrem desta maleita. Mas, pode acontecer também enquanto dorme? Existe uma explicação científica para esta estranha patologia?

O que é a hiper-hidrose, e porque afeta tanto as palmas das mãos?

Chamamos hiper-hidrose a essa sudação excessiva e pouco frequente de que padecem certas pessoas, em situações nas quais não deveriam estar a suar. E com situações, estamos a referir-nos a momentos onde não existe uma temperatura muito elevada, ou não se está a realizar nenhum tipo de exercício físico, mas os que a sofrem observam como se molha a sua roupa e as suas mãos, devido ao suor. Um tipo de patologia que afeta mais a nível social do que físico, já que envergonha as pessoas que a sofrem.

Pondo o foco na noite e no descanso, a hiper-hidrose também pode afetar o sono. A conhecida como hiper-hidrose noturna atua enquanto dormimos, devido a que esta enfermidade inofensiva, mas ainda assim incómoda, produz-se durante as 24 horas do dia.

O processo biológico de termorregulação do organismo, e que causa a sudação em todas as pessoas, não se detém durante todo o dia, pelo que quem padece de hiper-hidrose também sofre com a excessiva sudação durante o descanso. Despertar-se com esse excesso de suor nas palmas das mãos (mas também em axilas, pés, ou incluso na cabeça), provoca uma má capacidade para adormecer e permanecer dormido e, portanto, um descanso deficiente, que irá desembocar em problemas de saúde.

Por que me suam as mãos ao dormir?

Despertar-se com as mãos suadas, causas e possíveis soluções

Já vimos que a explicação científica para que lhe suem as mãos enquanto dorme e, portanto, se desperte com elas empapadas, deve-se a um fenómeno biológico conhecido como hiper-hidrose. Mas, quais são as causas desta patologia inofensiva, mas incómoda?

Ainda que a hiper-hidrose noturna não seja nada mais do que uma excessiva termorregulação corporal, esta simplificação não retira o fato de que isto acontece devido a certas variações do nosso organismo. Quer seja por problemas com o sistema endócrino, determinadas enfermidades cardiorrespiratórias ou metabólicas ou, no pior dos casos, alguns tipos de tumores e cancros.

No entanto, a explicação mais lógica é que, por trás desta sudação excessiva das mãos, que lhe causa problemas de insónias e um mau descanso, estão motivos como infeções, apneia do sono, a toma de certos medicamentos ou, apenas no caso das mulheres, a menopausa, ou a síndrome pré-menstrual. Também é bastante comum que aquelas pessoas que sofrem com sobrepeso e obesidade, a experimentem com maior frequência.

POSSÍVEIS SOLUÇÕES

Para lutarmos e vencermos este problema, existem diferentes tipos de soluções. A mais contundente consiste num tipo de cirurgia, na qual se extraem as glândulas sudoríparas, ou a desconexão dos nervos que causam esta superprodução de suor. Também existem métodos antitranspirantes de carácter forte, ou medicamentos.

Entre os métodos mais caseiros e naturais, ressaltamos os seguintes:

– Uma ventilação constante e adequada do dormitório.

– O uso de peças de roupa que estejam fabricadas com fibras sintéticas, que são capazes de repelir o suor.

– Não utilizar excessiva roupa de cama.

– A regulação da temperatura no quarto.

– Uma dieta saudável, que fuja e evite o consumo de álcool, café, e alimentos picantes.

– A redução do stress e da ansiedade.

– Um bom duche de água fresca antes de ir para a cama.