Por que é mau dormir demais?

Fev 29, 2020 | ACONSELHAMOS-TE, MELHORA O TEU DESCANSO

A importância de uma boa noite de descanso é bem conhecida. Dormir bem é tão necessário para o funcionamento durante o dia como para a saúde em geral. Mas não só isso, mas dormir bem reduz o risco de algumas doenças como a obesidade, diabetes ou mesmo morte prematura.

Além disso, enquanto dormimos, o nosso cérebro permanece ativo e funcional. De facto, as atividades do cérebro durante o sono ajudam a manter uma boa saúde e permitem que o corpo funcione de forma ótima. Por outro lado, como você deve saber, não dormir o suficiente pode ser perigoso para a sua saúde mental e física.

Quantas horas de sono são necessárias?

A quantidade de sono suficiente varia de pessoa para pessoa e não é estável ao longo do ciclo de vida, mas muda com o tempo. A maioria dos adultos, incluindo os idosos, precisa de 7-8 horas de sono todas as noites. As crianças têm diferentes necessidades de sono dependendo da sua idade, embora seja normal que as mais novas precisem de pelo menos 9 horas de sono.

Claro que não é só a quantidade de sono que temos que importa. A qualidade do nosso sono também é muito importante: a forma como o nosso corpo funciona todos os dias depende tanto do número total de horas que dormimos como da qualidade deste sono, bem como da duração de cada etapa do nosso sono.

Quanto é dormir demais? Porque é que é prejudicial?

Embora, como já dissemos, a quantidade de sono necessária seja diferente para cada pessoa, considera-se que o sono mais repousante e saudável deve durar entre 7 e 8 horas. Assim, dormir mais de nove ou dez horas pode ser prejudicial. Na verdade, segundo Susan Redline, professora da Universidade de Harvard, as pessoas que dormem mais de 10 horas por dia tendem a ter uma saúde pior do que as que dormem em média 7 ou 8 horas.

Isto porque o sono prolongado, que dura mais de oito horas, é normalmente um sono leve. Isto significa que não se atinge um estado de sono profundo e constante. Isto significa que o cérebro não obtém o mesmo benefício que obteria com o sono profundo, que é necessário para que o nosso corpo funcione adequadamente.

Que riscos podem advir de dormir demais?

Agora sabemos que é mau dormir demais. Mas quais são as consequências de dormir mais de 9 ou 10 horas por dia? Aqui estão algumas:

1. Alterações metabólicas

Segundo a pesquisa, há uma relação clara entre obesidade e sono excessivo. Embora não pareça ser uma relação de causa e efeito, existe uma ligação. Pode ser que dormir demais signifique pouca atividade física: aqueles que dormem demais têm menos tempo disponível para serem ativos.

2. Um maior risco de sofrer de doenças cardiovasculares

De acordo com um estudo mundial publicado no European Heart Journal, dormir mais de oito horas está associado a um aumento do risco de morte e de doenças cardiovasculares.  No estudo, os pesquisadores analisaram dados de 21 países e descobriram que aqueles que dormem mais do que o limite superior recomendado de oito horas aumentam o risco de eventos cardiovasculares graves, como insuficiência cardíaca ou acidente vascular cerebral.

3. Risco de sofrer de diabetes

De acordo com a professora Susan Redline, dormir demais pode aumentar os níveis de açúcar no sangue. Assim, níveis elevados de glicose no sangue podem aumentar o risco de desenvolver diabetes tipo 2. O mesmo é verdade para pouco sono, o que pode aumentar os níveis de açúcar no sangue.

4. Risco de morte prematura

Como as doenças que nomeámos, demasiado sono pode levar a um aumento do risco de morte prematura. Não está claro porquê, mas de acordo com Irwin, a probabilidade de morrer prematuramente é aumentada pela diabetes e doenças cardiovasculares.

Portanto, parece que é tão mau dormir pouco como dormir muito. Em conclusão, é melhor dormir as horas relevantes, entre 7 e 8 no caso de adultos, a fim de evitar possíveis doenças futuras.