O que é a apneia do sono e como nos afeta?

Mai 1, 2020 | ACONSELHAMOS-TE, SAÚDE

A apneia do sono é conhecida por ser um distúrbio bastante comum, onde a respiração é interrompida ou emerge superficialmente. Estas interrupções podem durar até alguns minutos em alguns casos e ocorrem até mais de 30 vezes por hora.

De todos os distúrbios do sono que existem, é um dos mais comuns quando se trata de obstrução do sono. Os que correm maior risco são o sexo masculino com excesso de peso, os que têm antecedentes familiares de excesso de peso ou os que têm vias aéreas mais pequenas do que o normal.

Ao contrário da crença popular, quando uma pessoa ressona, ela não precisa sofrer de apneia do sono.

Foi demonstrado que quando você vai dormir, todos os músculos tendem a relaxar, incluindo aqueles que mantêm sua garganta aberta para que o ar possa ser direcionado para seus pulmões, embora a garganta esteja normalmente aberta o suficiente para que o ar passe. No entanto, algumas pessoas têm uma garganta mais estreita do que o normal, o que é um grande problema porque, quando você dorme e relaxa, os tecidos podem bloquear as vias respiratórias.

O ronco é um forte aviso de que existe apneia do sono e que você sofre deste distúrbio ao deitar

Um ressonar alto é um aviso claro de que a apneia do sono pode existir. Isto é causado pelo ar, que tenta passar por um caminho extremamente estreito e até mesmo bloqueado em alguns casos.

Existem fatores que podem aumentar o risco de apneia do sono:

  • Mandíbula inferior mais curta do que a mandíbula superior.
  • As formas do palato ou das vias respiratórias que fazem com que o colapso ocorra mais facilmente.
  • Se tiver um pescoço grande (43 cm ou mais em homens e 41 cm ou mais em mulheres).
  • Excesso de peso.
  • Uma língua grande que facilita a obstrução das vias respiratórias.
  • Amígdalas grandes.

Além disso, dormir de barriga para cima faz com que as vias respiratórias fiquem bloqueadas ou mais estreitas.

Apneia do Sono: Consequências

Uma das principais consequências é que pode haver uma falta de oxigénio no sangue, uma vez que as vias respiratórias se tornam mais estreitas e a entrada e saída de ar está bloqueada ou bloqueada, o que pode levar a graves problemas de saúde no futuro.

Quando a respiração é interrompida, a quantidade de oxigênio no sangue diminui, fazendo com que a freqüência cardíaca aumente e a pressão arterial libere hormonas que aumentam o estresse, como adrenalina e cortisol. Tudo isso faz com que os órgãos internos também sofram as conseqüências, fazendo com que funcionem pior, especialmente o cérebro e o coração, que são os mais afetados.

Quando a deficiência de oxigénio é tão alta ou vem ocorrendo há muito tempo, os neurônios começam a morrer devido à deterioração progressiva, fazendo do cansaço, exaustão e desmotivação os principais sintomas, levando a sérios problemas de saúde.

A importância de uma boa noite de sono

De acordo com diferentes estudos, um terço da nossa vida é passado dormindo, sendo um fator essencial para o ser humano se quisermos estar bem descansados. A importância de dormir bem é que o sono tem um efeito restaurador, capaz de reparar o corpo.

O problema é que a apneia do sono produz o efeito oposto, insistindo que você não tem a energia necessária todos os dias e impactando no seu mal estar. Por esta razão, é importante ir a um profissional que determina se você sofre deste problema e pode colocar um remédio rapidamente, o que impede lesões graves no futuro.