Insónia primaveril: como o solucionar

Mar 25, 2020 | INFORMAMOS-TE

A chegada da Primavera significa que os dias são mais longos devido à mudança do tempo. Isto afecta o equilíbrio do nosso corpo de uma forma notável, tanto emocional como fisicamente. No que diz respeito ao nosso descanso, há muitas pessoas que sofrem do que é conhecido como insónia da Primavera durante esta estação. Embora afecte todo o espectro populacional, são as mulheres entre os 35 e 50 anos de idade que são mais sensíveis a este distúrbio do sono.

Embora a insónia primaveril seja geralmente transitória, existem diferentes formas de amortecer os seus efeitos.

Quais são as causas de insónias primaveris?

Como diz o ditado: “A Primavera muda o sangue”. E há uma razão para isso. A mudança do tempo e das horas de luz do dia têm um impacto directo no nosso corpo, que é sempre muito sensível a qualquer tipo de mudança.

O sono é um dos principais afectados nesta altura do ano, sendo muito comum que, temporariamente, surja a chamada insónia da Primavera. Vejamos algumas das principais causas deste distúrbio do sono.

O aumento das horas do dia

O ser humano é muito sensível à luz. Com a mudança da hora, as horas do dia aumentam acentuadamente e a noite demora mais tempo a chegar.

A luz activa o nosso organismo, tornando-nos mais dinâmicos. Isto em si não é uma coisa má, mas se não for gerida adequadamente pode causar stress, um dos grandes inimigos do descanso e do sono. O nosso corpo precisa de relaxar para poder ir para a cama com o desejo de dormir, algo que é complicado quando de repente aumentamos as horas em que recebemos luz.

Alergias

Uma percentagem muito elevada da população sofre de algum tipo de alergia, e a Primavera é a estação do ano em que estas são mais acentuadas. Muitos têm como sintoma uma respiração difícil, algo que tem um impacto negativo sobre a qualidade do sono.

Para combater as alergias, muitas delas com efeitos secundários que nada fazem para promover um descanso adequado.

Praticar desporto antes de ir para a cama

Após a escuridão do Inverno, muitas pessoas querem aproveitar o brilho da Primavera para sair e praticar algum tipo de desporto no final da tarde, demasiado perto da hora de dormir. Embora seja verdade que o exercício é muito positivo para uma rotina de sono adequada, este nunca deve ser praticado nas duas horas que antecedem a ida para a cama, uma vez que provoca uma activação excessiva do metabolismo.

Como combater a insónia primaveril

A insónia da Primavera requer o aumento dos bons hábitos de sono. Aqui estão alguns:

  • Manter a rotina do sono: mesmo que escureça mais tarde, é inapropriado atrasar a hora de dormir. Certifique-se de que a sua hora de dormir é sempre a mesma, seja qual for a estação do ano.
  • Não adiar a hora do jantar: Também não é aconselhável adiar a hora do jantar. Evite jantares abundantes, e faça-os pelo menos duas horas antes de ir para a cama.
  • Evite a cafeína: Se for amigo do café ou do chá, beba-os sempre de manhã, com moderação, e nunca depois das 16 horas.
  • Não beber álcool antes de ir para a cama: a Primavera convida-o a sair para uma bebida num terraço com a família ou amigos. É algo que pode ser muito relaxante e positivo para o sono, desde que não se beba álcool, algo que pode causar uma sonolência momentânea, mas que acabará por fragmentar o sono durante a noite.

O combate à insónia primaveril é uma questão de estimular os bons hábitos que temos mantido ao longo do resto do ano. O nosso metabolismo é muito sensível e é necessário tê-lo sempre sujeito a uma rotina de sono regular e sustentada ao longo do ano.