Dormir pouco: graves consequências para a saúde

Mar 6, 2020 | ACONSELHAMOS-TE, SAÚDE

O mau descanso pode afectar a nossa saúde de muitas maneiras. Tanto que a ciência tem tentado descobrir quais podem ser as consequências do mau descanso para a nossa saúde. Assim, tem sido possível determinar que a privação do sono (isto é, não dormir) é incompatível com a vida.

Algo semelhante acontece quando a privação de sono é parcial. Digamos que uma pessoa saudável que precisa de cerca de oito horas de sono tem o seu sono reduzido a metade (ou seja, 4 horas). De acordo com o Instituto do Sono, esta pesquisa já foi realizada. O que acontece nesta “privação parcial do sono” é que, em adultos jovens e saudáveis na faixa dos 20 e 30 anos, podem ser observados, acima de tudo, distúrbios hormonais.

Segundo os investigadores, se esta situação se prolongasse nestes jovens saudáveis, até mesmo a propensão para a tensão arterial elevada poderia ser aumentada. Além disso, também sabemos que o cortisol (hormônio do estresse) aumenta, o que pode favorecer o aparecimento de uma deterioração cognitiva.

Em qualquer caso, dormir menos do que o necessário (cerca de 7-8 horas em adultos mais velhos) parece claro que tem consequências terríveis para a nossa saúde.

 8 consequências graves da falta de sono para a nossa saúde

1. Obesidade

Descansar menos do que o necessário pode aumentar o apetite, assim como aumentar o desejo de comer. Parece que quando não somos capazes de dormir, as nossas hormonas são perturbadas e sentimos fome.

2. Aumenta o risco de AVC

De acordo com uma publicação da Mayo Clinic, nos Estados Unidos, o déficit de sono aumentaria as chances de ter um derrame. Assim, aqueles que dormem menos de seis horas têm até 400% mais risco de ter um derrame do que aqueles que dormem pelo menos sete horas.

3. Pérdida de memoria

É um fato bem conhecido que quando estamos cansados, esquecemos as coisas mais facilmente. No entanto, parece importante ressaltar que a falta crônica de sono pode causar problemas no nosso sistema cognitivo.

Acontece que, durante o sono, ocorrem processos de armazenamento da memória, o que permite “reordenar” o material cognitivo aprendido. Se não descansarmos o suficiente, não nos beneficiaremos desta “reordenação” e poderá ocorrer uma deficiência cognitiva

4. Aumenta o risco de diabetes

Adolescentes que não dormem bem oferecem mais resistência à insulina. Isto é confirmado pela pesquisa sobre este tema. Parece haver uma relação estreita entre o mau descanso e as possibilidades de desenvolver a diabetes a médio ou longo prazo.

5. Maior deterioração dos ossos

De acordo com pesquisas realizadas pela Faculdade de Medicina do Wisconsin, a falta de sono pode levar à osteoporose. A pesquisa foi realizada com ratos, e os cientistas puderam constatar que a densidade mineral e estrutural da massa óssea e medula espinhal foi reduzida nos roedores que sofreram privação de sono.

6. Aumenta o risco de enfarte do miocárdio

Parece que a privação do sono também pode causar um desequilíbrio químico e hormonal (como já sabemos), que pode levar ao desenvolvimento de distúrbios cardíacos, de acordo com um estudo publicado no European Heart Journal. A pesquisa explicou que aqueles que dormem pouco têm um risco 49% maior de sofrer de um problema cardíaco do que aqueles que dormem o suficiente.

7. Incrementa el riesgo de sufrir cáncer

Segundo a American Cancer Society, dormir algumas horas aumenta o risco de alguns cancros, como o cancro da mama ou o cancro colorrectal.

8. Dormir pouco pode matar

Segundo pesquisa publicada no Journal Sleep, aqueles que dormem menos de 7 horas têm uma expectativa de vida mais curta. Parece que aqueles que dormem algumas horas são quatro vezes mais propensos a morrer nos próximos 15 anos de patologias diferentes. Poderiam ser algumas das que já mencionamos?

Em todo o caso, um bom descanso parece ser a chave tanto para a nossa saúde física como mental.