Dormir com meias, sim ou não?

Fev 18, 2020 | ACONSELHAMOS-TE, MELHORA O TEU DESCANSO

Como uma espécie de prazer culposo. Como aqueles segredos cotidianos que gostamos de descobrir aos nossos parceiros quando a relação já começou. Esses pequenos passatempos que adquirimos em tenra idade e que não fomos capazes de abandonar. Falamos em dormir de meias.

Sim, embora seja difícil para nós admiti-lo agora, entrar na cama com meias e até puxá-las para o infinito ou tirá-las das nossas calças é um daqueles hábitos diários em que tantas pessoas concordam. Possivelmente adquirida na infância, esta necessidade é muito agradável no inverno e bastante irritante durante o verão.

Vantagens e desvantagens de dormir com meias

Embora pareça ou nome de um filme ou de um romance de leitura leve, podemos encontrar fatores opostos quando vamos para a cama com estas pequenas roupas nos pés. Se formos diretamente à parte mais positiva, vamos descobrir que se há uma coisa que se destaca nas meias, é o seu conforto. Uma sensação reconfortante que, com muito poucas exceções, não costuma nos incomodar, nem nos aperta. E mais, às vezes nem se lembra que as está a usar. Mas, além disso, há um ponto físico que os faz somar muitos pontos.

Como é sabido, a temperatura corporal dos humanos aumenta gradualmente ao longo do dia até atingir um pico por volta das sete ou oito horas da tarde. Aí mesmo começa a cair a noite toda. Esta questão biológica está relacionada com os nossos antepassados e é influenciada por dois factores. Por um lado, a sobrevivência. Quanto mais graus, mais actividade temos e mais acordados estamos. Por outro lado, quando adormecemos e a nossa temperatura cai cerca de dois graus, é uma questão de poupar energia.

Seguindo estas orientações, o facto de dormir com meias mitigará essa diminuição da temperatura corporal, uma vez que actuarão como termoreguladores e conseguirão uma transição suave com a frieza inicial dos lençóis. Esse calor fará com que os vasos sanguíneos se dilatem, o cérebro o interpretará como um sinal para dormir e, portanto, você será capaz de consegui-lo mais facilmente e, portanto, conseguir uma melhor higiene do sono.

Obviamente, nem todos os tipos de meias nos vão ajudar a atingir um ponto positivo no seu uso na hora de dormir. Só se forem feitos de fibras naturais como o fio ou o algodão é que conseguirão essa sensação agradável. Caso contrário, com uma meia feita de material sintético, nossos pés suarão e isso nos levará a acordar durante a noite.

Uma vez que os pontos positivos são conhecidos, é hora de introduzir as desvantagens. E o primeiro aspeto negativo está diretamente relacionado com o último que mencionámos. Uma má escolha no material das meias vai causar-nos calor e suor. Além do material, é também importante que o elástico não comprima o tornozelo ou o próprio pé. Aqueles trajes típicos que nos deixam a marca característica não vão ser o melhor parceiro de cama.

Finalmente, um fator que não é menos lógico não lembrar: a higiene. Usar o mesmo tipo de meias que você passou o dia inteiro dormindo é sinônimo de uma festa para fungos e bactérias. É ótimo que gostes de dormir com meias, mas é melhor se o fizeres com um par novo. E se você tem várias meias de algodão, confortáveis, que você só usa para dormir, é melhor.