Dor nas costas ao dormir: porque acontece e quais as soluções que tem

Mai 5, 2021 | ACONSELHAMOS-TE, SAÚDE

Tem uma incidência tão grande que afeta quase toda a população. Embora estatisticamente as mulheres com mais de 30 anos o sofram mais, mesmo na adolescência ou na infância podemos ter sofrido desta condição. Estamos a falar de dores nas costas ao dormir. Um problema físico que pode ser causado por tantos e diversos fatores que vão desde a má qualidade do colchão até a má postura.

Porque acordamos com dor de costas?

É a pergunta de um milhão. Um problema tão recorrente que não se limita apenas ao momento em que acordamos. A dor nas costas relacionada com o descanso também pode aparecer quando nos deitamos com a intenção de dormir. Um desconforto que afeta a região lombar e toda mais baixa das costas.

Se já aprendemos algo, é a influência de um bom descanso na nossa saúde e estado de ânimo. Algo que não pode ser conciliado se somos daqueles que sofrem desta dor de costas nocturna. Além do desconforto em si, lidar com esta dor todas as noites é sinónimo de baixa produtividade, cansaço e irritabilidade no dia seguinte. Mas porque aparece este desconforto? Quais são as causas da dor nas costas à noite?

Existem vários motivos e origens para este tipo de problema físico. Estes são os principais:

– Má postura a dormir: Por exemplo, dormir de barriga para baixo.

Más posturas durante o dia: À hora de ver TV, enquanto comemos e, principalmente, durante a jornada de trabalho. Até a qualidade e ergonomia das cadeiras e poltronas onde nos sentamos podem aumentar o risco de dormir com dores nas costas. Obviamente, aqueles cujo trabalho exige que levantem pesos têm maior probabilidade de sofrer deste desconforto.

Um colchão de má qualidade e muito deteriorado: Possivelmente, e a par com a má postura ao dormir, seja o principal fator de risco. Níveis inadequados de firmeza e adaptabilidade, somados a uma base ineficaz, levam-nos a posturas incorretas, não naturais e forçadas.

– Ter sobrepeso: Além de como pode afetar a saúde, o excesso de peso é sinónimo de sobrecarga nas articulações. Algo que nos levará a dormir com posturas forçadas não naturais que distribuem incorretamente o peso do nosso corpo.

– Problemas físicos e doenças: Hérnias, protusões, escoliose, estreitamento do canal lombar e outras doenças ou desconfortos podem ser a principal causa de dormir com dores nas costas.

Como evitamos a dor de costas? É possível que voltemos a dormir sem elas?

Felizmente, existem muitas e variadas soluções que podem aliviar estes desconfortos noturnos. Já vimos que a dor nas costas ao dormir é causada principalmente por uma série de hábitos, comportamentos e situações que podemos corrigir por nós mesmos. Parte da solução é dar uma vista de olhos introspectiva sobre estes hábitos e agir para os melhorar.

– Controle a sua postura ao dormir e tente controlar se é a que melhor se adapta às suas costas: de costas ou de lado são as únicas opções que podemos assegurar. Qualquer coisa que seja dormir de barriga para baixo vai condená-lo a perpetuar estes desconfortos noturnos. Dormir de costas com a ajuda de uma almofada de firmeza e espessura média ou alta será o ideal. A segunda opção, dormir de lado com a ajuda de uma almofada entre as pernas para que os quadris não tendam a rodar para a frente.

– Se seu trabalho exige que esteja sentado a maior parte do dia (em frente ao computador ou enquanto conduz), tente manter as costas o mais direitas possível. Além disso, tenha atenção à sua postura, corrigindo-a sempre que cair em maus hábitos. Só então você evita sobrecarregar a região lombar, que causa dores nas costas à noite. Por fim, siga as instruções que aprendeu no trabalho ao fazer os cursos de recursos humanos, respeite os intervalos e levante-se de vez em quando para caminhar um pouco.

Faça exercício físico que não implique esforço excessivo ou cargas excessivas. A atividade desportiva relaxa os seus músculos e você recupera um pouco da mobilidade perdida nas articulações.

– Verifique o seu equipamento de descanso e adquira um colchão que se adapte às suas necessidades, controlando os níveis de firmeza e adaptabilidade mais adequados para as suas costas. Além disso, complete a cama com um suporte de qualidade e, acima de tudo, com uma almofada firme e incluso cervical, se for o caso. Para a compra da almofada também terá que avaliar em que posição dorme habitualmente. Se necessário, e como dissemos antes, pode precisar de uma almofada acessória para as pernas.