Diferenças entre colchões de molas ensacadas nesting e molas tradicionais

Jan 21, 2020 | INFORMAMOS-TE

Com o aparecimento dos colchões de látex e viscoelástico anos atrás, os colchões de mola deixaram de ser populares e o seu uso diminuiu, forçando a indústria a melhorar a sua composição para lhes proporcionar o mesmo conforto e funções que os colchões feitos de espuma. As novas tecnologias de descanso tornaram os colchões de molas tão práticos como o resto e a especialização das molas ensacadas Nesting, além disso, proporcionam uma firmeza e respirabilidade extra e eliminam os movimentos clássicos que são tão característicos das molas.

Sistemas tradicionais de molas e molas ensacadas Nesting

Se há uma coisa que caracteriza uma mola simples, é que ela mantém a sua forma apesar da pressão a que está sujeita. Claro que esta é uma lei básica, mas aplicada aos colchões é por vezes normal que, após um uso prolongado no tempo, as molas acabem por se deformar. Com a intenção de melhorar esta e outras características, como o seu ruído peculiar ou firmeza, foram criadas as molas ensacadas. Mas primeiro vamos ver o que caracteriza tanto as molas tradicionais como estas mais inovadoras.

Dentro das fontes tradicionais, encontramos as bicónicas. Também se chamam Bonell e as molas são dispostas em cone duplo, são unidas por um arame de aço para manter a estrutura. Caracterizam-se por ter algumas áreas mais afundadas que outras, e se dormirmos aos pares, o movimento da outra pode ser refletido.

Outro tipo de molas tradicionais são as que encontramos nos colchões de fio contínuo. Neste caso a rosca é disposta em ziguezague entre uma estrutura de ferro. Desta forma, eles respondem melhor ao peso do que os bicónicos e aumentam a firmeza e independência das diferentes áreas da cama.

Procurando uma perfeição das molas tradicionais, encontramos os colchões de molas ensacadas Nesting. Neste caso, as molas são embaladas individualmente em sacos de pano e dispostas como um favo de mel. Em particular, este tipo de mola é bastante pequena, por isso encontramos um maior número de pontos de viragem para cada zona do corpo, obtendo um colchão muito mais ergonómico e estando disposto no núcleo do colchão, favorece ainda mais o apoio da zona lombar.

Diferenças entre molas nesting e molas tradicionais

As molas ensacadas representam uma inovação no uso de molas, por isso as características destes colchões variam bastante em relação aos clássicos.

As molas são menores do que as tradicionais, e também mais compactas. Assim, o nosso corpo será apoiado por mais pontos de apoio e será mais fácil para o colchão adaptar-se completamente à nossa própria forma se o peso for distribuído por mais de mil molas do que uma centena.

O ruído das molas desaparece completamente à medida que cada mola é embalada num saco de pano, e também serve para reduzir o atrito entre o metal, tornando-as mais firmes. Este tipo de colchões, permite combinar outros materiais para que cada modelo se adapte às necessidades da pessoa ou às suas preferências quando dorme. Portanto, podemos encontrar colchões de nidificação com látex para maior ergonomia e suavidade.  E podemos até incluir têxteis com tratamentos inovadores como o Eco-Fresche, que apesar de utilizar duas camadas de viscoelástico, a respirabilidade é assegurada tanto pelas molas como pela camada de tecido especial, ajudando assim o colchão a tornar-se menos húmido e mais duradouro.

Como podemos ver, as molas ensacadas Nesting conseguiram posicionar novamente os colchões de molas numa das modalidades preferidas do público graças à sua firmeza, ao desaparecimento dos seus maiores defeitos por ser o ruído e os movimentos, e por serem colchões altamente transpiráveis e ergonómicos.