Conselhos para dormir bem no inverno

Fev 16, 2021 | ACONSELHAMOS-TE, MELHORA O TEU DESCANSO

Em algum ponto indeterminado entre a data não oficial (a hora de outubro, quando mudamos a hora) e a data oficial (21 de dezembro), o inverno entra nas nossas vidas. Os casacos, as mantas, as colchas, os edredões, os cobertores, o aquecedor e os aquecimentos dominam os nossos sentimentos. Abusamos do café quente com leite e olhamos para as lojas que vendem gorros, luvas e cachecóis de lã. Mas também há um lado negro. Embora possamos pensar o contrário, dormir bem no inverno nem sempre é fácil.

Se aprofundarmos as causas que dificultam o descanso no inverno, encontramos uma série de fatores que vão desde o clima ao social. Por um lado, passamos de 12 horas de sol a um máximo de 9. Logicamente, esta diminuição da exposição ao sol já determina a nossa higiene do sono ao alterar os nossos ciclos. Além disso, e dependendo do tipo de pessoa que seja, outras condições se bifurcam entre o desânimo causado pelo frio, o mau tempo e a falta de sol e o stress do dia a dia. Normalmente, o inverno está mais associado à rotina pura e dura. O trabalho, os projetos, as aulas ou a vida dos nossos filhos é quando atinge a maior velocidade e ritmo.

Para evitar que estes fatores afetem o nosso descanso, há uma série de dicas que podem ajudar-nos a adormecer. Independentemente da estação em que estamos.

7 hábitos que o vão ajudar a descansar no inverno

Mantenha uma exposição regular à luz solar

Como já mencionamos, a mudança de horário que realizamos em outubro torna os dias mais curtos e as noites mais longas. Como consequência, a mudança de horário cada vez mais polémica gera menos exposição ao sol. Para o combater, o ideal é aproveitar ao máximo as primeiras horas de sol. Quer seja a acordar cedo ou simplesmente dar um passeio de manhã cedo, temos que lutar para encontrar aquele equilíbrio entre o sol e a noite que perdemos no inverno. O objetivo não é outro senão o de não perder a produção de melatonina, apesar da diminuição da luz natural.

Realize uma desconexão digital

Muito relacionado com o ponto anterior, se além da pouca exposição solar nos entregamos aos dispositivos tecnológicos, o cocktail pode ser explosivo. É melhor desligar o computador e o tablet à noite, bem como deixar de usar o telemóvel algumas horas antes de ir para a cama.

Não abuse do aquecimento no momento de ir dormir

É mais do que provável que tenha a ideia errada de aquecer o quarto durante o inverno. Este erro comum acaba por ser contraproducente, pois afeta os nossos ciclos de sono. É melhor manter a temperatura ambiente que se mantenha entre 18 e 22 graus. Obviamente, pode ajudar com um edredão de qualidade.

Regule os seus horários

Deite-se e levante-se todos os dias à mesma hora. Não se desleixe nos fins de semana por um aumento muito sensível das horas de sono e, principalmente, não abuse das sestas.

Pratique desporto e faça exercício com regularidade

Se adicionarmos a exposição à luz solar a este tipo de hábito saudável, os resultados positivos chegam até si mais cedo do que pensa. O exercício físico ajuda a dormir melhor.

Mantenha uma dieta saudável e equilibrada

Certos alimentos e os jantares fartos não combinam com o adormecer. Se além destes maus hábitos adicionarmos a ingestão de álcool ou o abuso da cafeína, os resultados aparecem muito depois, em noites a dar voltas na cama. No caso do café, nada melhor do que o trocar por uma boa infusão ou chá de ervas relaxantes.

Não durma no sofá (nem sequer para as sestas)

É óbvio que costumamos combater o frio com cobertores e agasalhos. Uma situação que se torna muito aconchegante e típica no sofá. É noite, estamos a ver um filme e tapamo-nos com uma espécie de manta. O conforto é absoluto e o sono começa a aparecer. Não caia na preguiça e deite-se na cama. O seu descanso vai agradecer.