Como desinfetar o colchão

Mar 17, 2021 | INFORMAMOS-TE

Antes mesmo de chegar a este ano de 2020, a higiene do nosso colchão era um dos elementos mais importantes a ter em conta. Prevenir o aparecimento de mofo, cuidar do pó e protegê-lo dos ácaros tornou-se essencial. Mas, como dizemos, o ano trouxe-nos o terrível Covid-19 e uma palavra apoderou-se de nós: desinfecção. De repente, desinfetar qualquer produto que entrasse em nossa casa passou a ser algo obrigatório. Desde as compras para casa como a sua própria cama. Por mais difícil que pareça, desinfetar o colchão é possível e hoje parece-nos muito necessário.

5 simples passos para desinfetar o colchão do seu quarto 

 1. Lavar a ropa de cama

A desinfeção começa pelos lençóis, a capa de edredão, o edredão e, claro, as almofadas (e almofadas decorativas, se as tiver).

Depois de observar com atenção as instruções de lavagem de todos estes elementos e conhecer as temperaturas máximas, introduza-os na máquina de lavar. PAra os secar, estenda-os ao sol para que se sequem ao ar livre. Caso não saiba, os raios ultravioletas podem funcionar como desinfetante.

Em relação às almofadas, terá que as lavar de acordo com a sua composição. Como bem saberá, as fibras de penas têm as suas próprias indicações e as de material de viscoelástica não podem ser lavadas na máquina de lavar. No entanto, poderá lavar a fronha exterior da almofada.

2. Limpar as manchas secas que encontremos no colchão

Enquanto deixamos que a roupa de cama desfrute do seu banho na máquina de lavar e da sua posterior secagem, voltamos ao quarto para nos enfrentar com o elemento central do nosso descanso. É aí que começaremos a eliminar aquelas manchas visíveis que costumam aparecer no colchão.

Para eliminar todas aquelas manchas mais secas produzidas pelo derramamento de líquidos ou alimentos, teremos que preparar uma mistura que combine dois terços de água oxigenada e o outro terço com sabonete líquido normal que não contenha corantes ou óleos num recipiente. Mexa o resultado até aparecer uma espuma que nos ajuda a limpar. A seguir, e com a ajuda de uma escova limpa, molhamos no sabão resultante e esfregamos as manchas do colchão com muita delicadeza. Quando as manchas desaparecerem, teremos que limpar com um pano limpo e levemente húmido para remover qualquer resto.

Atenção! Se o seu colchão for de viscoelástica, deverá ter muito cuidado ao limpar este tipo de manchas. Use o mínimo de espuma possível para não molhar demais o seu colchão. Da mesma forma, tenha cuidado na secagem posterior. Se optar por um secador de cabelo, nunca use a potência máxima.

 3. Limpiar as manchas biológicas do colchão

Se pensava que as únicas manchas no colchão que encontraria eram as secas, enganou-se. O normal é que tenhamos causado outras manchas de origem biológica: sangue, suor, urina, fluidos…

Ao contrário das manchas secas, a principal ferramenta que necessitamos para a sua remoção é o limpador enzimático. Desde a Maxcolchon recomendamos que adquira o formato em spray, uma opção mais fácil de manusear.

Primeiro, borrifamos um pouco do limpador enzimático num pano. Esfregamos o pano levemente sobre a mancha e deixamos repousar entre 10 e 15 minutos. Em segundo lugar, usaremos outro pano humedecido em água fria e esfregamos suavemente o limpador enzimático que possa ter ficado sobre o colchão.

Como pode ver, o detalhe e o cuidado são dois dos elementos mais importantes na limpeza  das manchas do colchão. E é claro que nunca borrifamos os produtos diretamente no nosso colchão.

4. Desodorize o seu colchão (que é o mesmo que: eliminar os maus odores)

Após eliminar as manchas e secar o colchão, podemos ir para a quarta etapa. Desodorizar o seu colchão vai exigir um produto muito específico: uma embalagem normal de 200 gramas de bicarbonato de sódio. O importante é que contenha um dispensador (hoje quase quase todos têm) para ajudar a borrifar.

Após borrifar o bicarbonato nas áreas que consideremos (principalmente aquelas que têm mais contato com a cabeça e os pés), deixamo-lo actuar por não mais que uma hora. Após este tempo, e com o auxílio da escova do aspirador, retiramos os restos de bicarbonato de todo o colchão.

5. Desinfecte a superfície do seu colchão

Agora sim, chegamos à desinfecção no seu melhor. Após a já mencionada eliminação dos maus cheiros, teremos que mergulhar na desinfecção total. Para isso, precisaremos do auxílio de um spray desinfetante adequado para tecidos em formato de spray. Um produto que poderia ser difícil de adquirir nos piores momentos da pandemia, mas que hoje já está disponível em qualquer estabelecimento comercial, drogaria e supermercado. Assim como o limpador enzimático, o ideal é apostar no formato de spray para controlarmos a sua propagação. Em qualquer caso, para o seu uso correto, é preferível seguir as instruções que encontra no próprio spray.

Para desinfetar a superfície do colchão, pulverize-o com este spray uniformemente. Deixe secar e então já pode colocar a roupa de cama novamente.

Já tem todo o seu equipamento de descanso totalmente desinfetado. E por favor, não recicle colchões velhos ou de terceiros. Para isso, existem muito boas ofertas e diferentes formas de pagamento que permitem desfrutar de um colchão novo sem preocupações.