Como afeta o aumento de peso a qualidade do descanso nas grávidas

Jul 26, 2021 | INFORMAMOS-TE | 0 comments

Para muitas mulheres grávidas, dormir pode tornar-se uma tarefa incómoda e difícil de conseguir, durante as diferentes etapas da gravidez. É que as mudanças hormonais, o aumento de peso, a emoção, e a ansiedade de ser mãe pela primeira vez, podem desencadear uma série de problemas para descansar bem todas as noites.

Em seguida, falamos sobre os problemas mais comuns que traz o aumento de peso durante a gravidez, no que à qualidade do sono diz respeito, e partilhamos alguns conselhos sobre como dormir melhor durante a gravidez.

Como afeta o aumento de peso na qualidade do descanso das grávidas?

Existem alguns transtornos do sono frequentes, que podem aparecer durante os meses de gravidez. Explicamos alguns em seguida:

O aumento de peso, junto com uma congestão nasal, pode fazer com que algumas mulheres comecem a ressonar pelas noites durante a gravidez. Neste sentido, algumas mulheres podem desenvolver apneia obstrutiva do sono (AOS), uma condição do sono caracterizada por ronquidos, suspiros, e lapsos repetidos na respiração, que alteram a qualidade do sono.

Outro transtorno do sono frequente durante a gravidez é a Síndrome das Pernas Inquietas (SPI). Os efeitos deste transtorno implicam uma sensação de formigueiro, cócegas, ou coceira nas extremidades inferiores, o que provoca um impulso incontrolável de mover as pernas continuamente. Esta condição pode dificultar o ato de adormecer, já que os sintomas são mais graves quando a pessoa está em repouso.

Por último, pode ser algo comum entre as mulheres grávidas o aparecimento do Transtorno por Refluxo Gastroesofágico, caracterizado pela acidez estomacal, e o refluxo ácido. Este problema pode causar uma sensação de ardor incómoda no esófago, especialmente quando se permanece deitado. Por isso, é uma causa comum de insónia em mulheres grávidas durante todos os trimestres, e  que se estima que poderia afetar a uma quarta parte das mulheres grávidas.

 Qual é a melhor posição para dormir durante a gravidez?

Os especialistas em saúde consideram que dormir para o lado esquerdo, com as pernas ligeiramente dobradas, poderia ser a melhor posição para dormir durante a gravidez. Isto deve-se a que esta posição facilita o fluxo sanguíneo na direção do coração, dos rins e do útero, e melhora o fornecimento de oxigénio e nutrientes ao feto. Ainda que não seja tão bom como o lado esquerdo, dormir sobre o lado direito durante a gravidez também é aceitável.

À medida que o útero aumenta o seu tamanho, dormir de barriga para cima durante a gravidez pode causar dores de costas, e colocar pressão sobre a veia cava, podendo interferir com o fluxo sanguíneo, e provocar tonturas leves. Ainda que dormir de barriga para cima possa parecer cómodo por breves períodos, o melhor é evitá-lo sempre que seja possível. Por outro lado, a maioria das mulheres grávidas descobre que dormir de barriga para baixo não é nada prático, e pode até ser impossível, uma vez que a protuberância do bebé alcance certo tamanho.

Um conselho para conseguir um melhor descanso durante a gravidez é usar algumas almofadas adicionais para dormir comodamente de lado, especialmente quando não se está acostumada a utilizar esta posição para dormir. Pode colocar uma almofada de berço para suportar o seu ventre, e adicionar uma almofada fina entre os joelhos, para aliviar a pressão na lombar.

Em qualquer caso, as almofadas posturais são a melhor opção durante a gravidez, especialmente se gosta de dormir abraçada a uma almofada. A sua forma especial favorece a manutenção da posição lateral, a mais recomendada para o descanso durante a gestação. Estas almofadas são completamente adequadas para mulheres grávidas, sobretudo porque no terceiro trimestre da gravidez as dimensões da barriga são consideráveis, e dormir numa postura normal torna-se bastante complicado.

A almofada postural da Maxcolchon poderá ser utilizada como travesseiro para amamentar, como almofada de leitura, e até como almofada para abraçar. Uma coisa é certa, ¡não vai querer separar-se dela depois da gravidez!