As cãibras noturnas nas pernas

Nov 15, 2021 | ACONSELHAMOS-TE, SAÚDE | 0 comments

São muitas as causas que nos podem impedir de dormir bem pelas noites. Uma delas são as cãibras noturnas nas pernas, um problema do qual sofrem muitas pessoas, e que pode incluso causar insónias. 

Tratam-se de episódios de dor curtos, que surgem porque um músculo ou grupo muscular da nossa perna se contrai súbita, intensa e involuntariamente. O mais habitual é que afetem os gémeos, ou os músculos dos pés, e aparecem sobretudo quando estamos deitados na cama.

Ainda que costumem acontecer sobretudo em pessoas mais idosas, o certo é que podem surgir em qualquer etapa da vida, ainda que a frequência aumente com a idade, tal como indica a doutora Paloma Henares García.

Quais são as causas das cãibras noturnas nas pernas?

As possíveis causas das cãibras nas pernas são muitas. Dependendo da pessoa e das suas características, podem variar, ainda que, segundo indica a doutora, estas cãibras costumem ser idiopáticas, ou, por outras palavras, de causa desconhecida.

De qualquer maneira, algumas das possíveis causas destas cãibras noturnas são as seguintes:

  • Más posições ao deitar (especialmente quando são mantidas durante muito tempo)
  • Algum problema concreto nas pernas ou nos pés (como pés planos, ou alguma anomalia similar)
  • Desidratação (devido a suar excessivamente, ter experienciado episódios de diarreia, pelo tratamento por hemodiálise, exercício intenso…)
  • Compressão dos nervos por possíveis problemas nas costas, como uma lesão da medula espinhal, ou um nervo comprimido nas costas ou no pescoço
  • Associados ao exercício
  • Alterações de fluidos e eletrólitos (hipomagnesemia, diarreia crónica, hipocalcemia, hemodiálise, hiponatremia, hipo e hipercalemia)
  • Falta de irrigação nas pernas (que pode ser devido a uma patologia denominada enfermidade arterial periférica)
  • Gravidez (podem dar-se cãibras devido a uma falta de magnésio)
  • Enfermidades metabólicas, como alcoolismo, diabetes, hipomagnesemia (magnésio baixo no sangue), hipocalcemia (cálcio baixo no sangue) …
  • Enfermidades que acontecem com alterações da postura ou musculares, como a enfermidade de Parkinson, ou outras enfermidades dos nervos, ou dos músculos.

Em qualquer caso, para diagnosticar estas cãibras noturnas e as suas possíveis causas, é necessário levar a cabo exames, tanto físicos, como neurológicos. Além do mais, também é imprescindível ter em conta o historial clínico de cada pessoa, que inclui os medicamentos que ingere, as características das suas cãibras, ou os antecedentes pessoais.

O tratamento das cãibras noturnas nas pernas

Segundo indica a doutora Henares García, a forma de parar as cãibras é alongando o músculo afetado. No entanto, existem outras medidas que possivelmente serão úteis, ante as cãibras noturnas:

  • Exercícios de alongamentos das pernas
  • Exercício antes de descansar em pacientes que levem uma vida sedentária, como por exemplo, com a bicicleta estática
  • Manter os lençóis soltos (não demasiado ajustados), na zona dos pés
  • Utilizar calçado adequado durante o dia

No momento em que se produza uma cãibra, recomenda-se:

  • Andar
  • Alongar o músculo da perna ou do pé contraído
  • Aplicar água quente
  • Dar uma massagem com gelo

Podem-se prevenir as cãibras musculares?

Dado que a sua causa é desconhecida, não é certo que possamos prevenir o aparecimento das cãibras noturnas nas pernas. No entanto, algumas medidas, como fazer exercício, beber líquidos suficientes, ou alongar os músculos, podem servir de auxílio.

Em qualquer caso, o melhor será consultar com o seu médico acerca da melhor solução possível para este problema. Um profissional poderá indicar a melhor solução nestes casos. O que nós lhe podemos recomendar é que tente levar um sono regular sempre que possa!