8 alimentos que tiram o sono

Set 21, 2021 | ACONSELHAMOS-TE, ALIMENTAÇÃO | 0 comments

Muito frequentemente, encontramos dificuldades para dormir, sem saber muito bem os motivos. No entanto, o mais lógico é encontrar respostas em muitas das nossas atividades de quotidiano. Muitas vezes, o culpado por passarmos a noite dando voltas e mais voltas na cama, está longe do stress, da ansiedade, da ingestão de certos fármacos, ou de um mau equipamento de descanso. Ainda que lhe pareça surpreendente, quiçá a resposta esteja no que almoçamos e jantamos durante esse dia. Existe uma multitude de alimentos que tiram o sono. Conheça o impacto dos que pior fazem ao nosso descanso e que, por sua vez, são os grandes aliados das insónias.

 Os 8 alimentos e tipos de comida que nos podem causar pesadelos

1. Carnes vermelhas

Partimos de uma base muito clara, todo aquele alimento com um alto conteúdo em gorduras saturadas e/ou com muitos hidratos de carbono, demora mais em digerir-se. Entre esta categoria de alimentos, encontram-se as carnes vermelhas. Sim, apetitosas, e muito agradáveis para o paladar, mas um verdadeiro tormento quando as queremos combinar com uma sossegada noite de sono. Este tipo de carne animal, muito rica em proteínas e gorduras, não só é um dos alimentos mais difíceis de processar no nosso corpo, mas também, quando consumido pela noite, aumenta exponencialmente esta dificuldade, provocando os piores pesadelos.

2. Comida picante

Quantas vezes se deleitou com um jantar com alimentos picantes, e depois passou a noite dando voltas na cama? Sim, os alimentos picantes são uma delícia. Pimentos recheados com feijões, chili, tacos… São muitos, e muito variados, mas, ainda que nos encantem, são sinónimo de uma terrível digestão, que se traduz em irritação do trato digestivo superior. Ou, por outras palavras, dor de estômago e refluxo ácido, durante toda a noite. E tudo isso acompanhado de uma subida de temperatura corporal

3. Enchidos

Que levante a mão quem nunca sucumbiu a um churrasco na companhia de amigos durante uma noite de verão. Salsichas, linguiças, morcelas… Ainda que falemos de carnes muito procuradas em todo o território, não é nada saudável ingerir este tipo de alimentos, (ou outros como lombo e carne de porco), nas últimas horas do dia. Incluso o peru, o frango, e o presunto podem estar processados com açúcares e corantes, o que também resultaria numa digestão prejudicial para o seu descanso.

4. Chocolate

Hoje em dia já conhecemos as virtudes do chocolate puro. Após décadas de má publicidade, sabemos que comer umas três porções por dia deste tipo de doce resulta saudável. No entanto, não é aconselhável ingeri-lo nas últimas horas da noite. ¿O motivo? A sua ingestão não combina bem com a digestão e, portanto, com o sono.

5. Hidratos de carbono

Presumimos que hoje em dia pouca gente janta hidratos de carbono. Sabemos que são pesados, causam gases, dão-nos demasiadas calorias, para o que necessitamos pela noite, e são os macronutrientes que mais nos fazem engordar. Mas, além de tudo isto, as suas gorduras e o açúcar que aportam podem trazer demasiadas dificuldades à qualidade do nosso descanso.

6. Legumes

Com os legumes sucede um pouco como com os hidratos de carbono (arroz, massa…): hoje em dia é difícil encontrar gente que jante um prato de favada ou de lentilhas. Porém, existe um tipo de legume que protagoniza muitos jantares. É o húmus, um alimento que provoca mais gases do que imagina, e que pode dificultar a higiene do sono.

7. Frutas com muita presença de vitamina C

Conhecemos a importância da vitamina C no nosso organismo, e por isso a temos presente na nossa dieta, na forma de sumos, ou de um pequeno-almoço com muita presença de kiwi ou laranja. Mas cuidado com a sua ingestão nas últimas horas do dia, os citrinos são conhecidos pela sua sensação de ardor e peso, que podem arrastar pela noite.

8. Álcool

A estas alturas da vida, não faz falta explicar nada, certo?